Catanduva
20º min 29º max
 
 
ESPORTES SAÚDE E BEM-ESTAR POLÍCIA POLÍTICA CIDADES EDUCAÇÃO NOTÍCIAS
02/07/2013 - Atualizado em 02/07/2013
Homem esfaqueia familiares em Catanduva
Foram entre 10 e 20 golpes nas vítimas. O motivo seria partilha de bens
Por Redação
 

Um homem que ainda não teve o nome divulgado pela Polícia Militar foi preso em flagrante após esfaquear a irmã, a sobrinha e o cunhado. O crime aconteceu em Catanduva, dentro do estabelecimento comercial que pertence as vítimas, no centro da cidade. Um rapaz que passava pelo local ouviu os gritos, entrou na loja e desarmou o criminoso. "A cena era de terror. Ao passar pela loja, ouvi muitos gritos e ao entrar vi duas mulheres caídas no chão ensanguentadas e o proprietário da loja sendo agredido e com muito sangue pelo corpo. Apesar do risco que corri, agi no intuito de ajudar", concluiu o vendedor Diogo Almeida Pizzato, que salvou as vítimas e rendeu o criminoso.

Segundo o delegado do Plantão Policial que investiga o caso, Dr. Marcelo Augusto Díspori, o autor do crime confessou que tentou matar os familiares por causa de uma partilha de bens. Ele não teria ficado satisfeito com o valor recebido de uma herança e tentou matar a irmã para ficar com o dinheiro. "Ele não demonstrou um pingo de arrependimento e friamente disse que só se arrepende em não ter conseguido matar um a um", alegou o delegado.

Foram entre 10 e 20 golpes de faca nas vítimas, explicou Díspori. "Ele entrou na loja armado com uma faca e para que ninguém percebesse a arma, entregou uma carta para a sobrinha que estava no balcão, no intuito de distrair a vítima. Ao abrir o envelope, a garota acabou atingida com várias facadas na região do tórax. Os pais dela, irmã e cunhado do criminoso, também viraram alvos e foram desferidos com muitos golpes nas costas e tórax.  

 

Eles foram socorridos pela equipe do SAMU e encaminhados ao Pronto Socorro do Hospital Padre Albino. Já o autor do crime foi encaminhado à Cadeia de Novo Horizonte e responderá por homicídio qualificado e por motivo torpe e sem que as vítimas tivessem oportunidade de defesa. Ele pode pegar de 12 a 30 anos de reclusão.

Foto 1: Diogo Almeida Pizzato- vendedor que salvou as vítimas e rendeu o criminoso.
 
Foto 2: Delegado do Plantão Policial, Dr. Marcelo Augusto Díspori
 
 
veja também
PM: Novo Uniforme
Conhecida lanchonete em Tabapuã pega fogo
Guarda Civil Municipal (GCM) recupera moto roubada no centro de Catanduva
GCM e Meio Ambiente participam de treinamento com o Corpo de Bombeiros
COMENTÁRIOS
 
últimas

ESPORTES
Basquete
Ciclismo
Futebol
Rugby
Jogos Regionais
Natação
Corrida
Futsal
Judô
Jogos Regionais
Hóquei
SAÚDE E BEM-ESTAR
SUS
Oftalmologia
Idoso
Greve
Geral
POLÍCIA
Acidentes
Crimes
Corpo de Bombeiros
POLÍTICA
Câmara
Regional
Nacional
Catanduva
CIDADES
Novo Horizonte
Santa Adélia
São José do Rio Preto
Itajobi
Pindorama
Cedral
Outras
Catanduva
Bebedouro
Interior
EDUCAÇÃO
Catanduva
Regional
Nacional
NOTÍCIAS
Economia
Entretenimento
Cultura
Turismo
Emprego / Concursos
Entrevista
Agricultura
Geral
Comércio
Datas Comemorativas
 

Rua 21 de Abril, 466 | Sala 72 | Telefone (17) 3522-6297 | Catanduva | SP | redacao@noticiadamanha.com.br

Notícia da Manhã - Copyright ® 2014, Maquinaweb Soluções em TI - Todos os direitos reservados. All rights reserved.